As vinícolas do Chile

21/10/2014 na Categoria Viagem
, , com 1
Vinícolas do Chile

Imagem da internet

Hoje vamos falar sobre vinícolas do Chile.

Em 2012 nós fizemos uma viagem para o Chile e, além de outros lugares, fomos a 2 vinícolas que vamos contar para vocês.

Quando nós resolvemos conhecer o Chile todos nos indicaram ir a vinícola de Concha y Toro que é muito famosa por aqui. Claro que nós aceitamos a sugestão, mas decidimos incluir no nosso roteiro a vinícola De Martino que descobrimos nas nossas pesquisas pré-viagem e achamos interessante.


Concha y Toro

Concha y Toro

Entrada de Concha y Toro

Concha y Toro é uma vinícola mais comercial até mesmo devido ao número de visitantes que recebe. No nosso passeio, por exemplo, deviam ter umas 30 pessoas.

O lugar é enorme, com vários jardins lindos e durante a visita você conhece a casa do fundador da vinícola, os campos de plantações das uvas e os locais onde ficam armazenados aqueles barris de vinhos.

Outro lugar interessante em Concha y Toro é um lugar onde eles contam a história do “Casilero del Diablo”, um dos vinhos mais famosos da casa e muito vendido aqui no Brasil, onde rola uns efeitos especiais e um suspense bem legal!

Durante a nossa visita foram feitas duas degustações de vinhos da casa e no final você levava pra casa sua taça em uma sacolinha laranja, bem bonitinha.

No final do passeio você pode comprar vinhos e vários produtos da marca na lojinha deles.

Concha y Toro

Tour em grupos

Concha y Toro

As parreiras ainda estavam crescendo

Concha y Toro

Casa do fundador da vinícola

Concha y Toro

Uma das degustações feitas na visita

Concha y Toro

Entrada para a visita ao Casillero del Diablo

Concha y Toro

Barris de armazenagem dos vinhos

Concha y Toro

As taças que ganhamos de brinde


De Martino

De Martino

Prêmio 3 estrelas do guia de vinhos Le Winery Guide

Apesar de menor e mais simples essa vinícola surpreendeu a gente.

A visita que eles fazem pela vinícola passa por todos os pontos de produção. Começa pelas plantações das uvas, em que eles te levam até os campos e te explicam várias técnicas de plantio e você chega até a entrar em um “buraco” de teste do solo. Depois eles te explicam todo o processo de seleção das uvas, armazenamento, maquinário e por aí vai até chegar na fase de engarrafamento.

Conhecer essa vinícola foi bem legal pra entender bem o processo de produção dos vinhos e ver de pertinho os barris e também conhecer técnicas diferentes de produção de vinhos com barris de barro.

No final do tour eles te levam para uma adega muito grande e bonita com uma mesa enorme pra fazer a degustação de três vinhos diferentes.  A nossa guia nos ensinou como degustar um vinho, através da visão, olfato e o paladar, apesar de a gente ter encontrado um pouco de dificuldade de perceber as notas de melancia que ela citou, rsrsr. Depois de falar sobre cada um deles, ela nos deixou na sala aproveitando as bebidas que, além disso, ainda tinha uma tábua com queijos e petiscos.

Nós adoramos os três vinhos que experimentamos, todos eles eram muito leves e suaves e deixavam um sabor maravilhoso na boca, sem contar que poder ter ficado lá na adega relaxados sem ninguém perturbando ou apressando, só aproveitando o momento, foi muito bom!

Eles também têm uma lojinha e nós acabamos comprando, para trazer para casa, dois dos vinhos que experimentamos, que lá tem um preço bem legal. Aqui eles não são dos mais caros, mas também não são fáceis de encontrar, ou melhor, são bem difíceis de encontrar!

De Martino

Decorações na frente das instalações de produção e armazenagem

De Martino

Buraco feito para inspecionar o solo

De Martino

Grandes barris para armazenar o vinho. Segundo eles, por serem maiores, eles alteram menos o gosto do vinho

De Martino

Barris de vinhos

De Martino

Barris de barro, uma técnica primitiva de repouso e fermentação do vinho

De Martino

Linha de produção de engarrafamento do vinho

De Martino

Ótima degustação, com aula, petiscos e três vinhos deliciosos


Então, a dica que nós sempre damos pra quem nos diz que vai ao Chile e quer conhecer as vinícolas, é não deixar de visitar De Martino, aliás a gente sempre fala que se tiver com tempo visite outras vinícolas, dessas pequenas que tem um monte lá, porque vale muito pela atenção que você recebe e o vinho pode realmente te surpreender!

O que você achou, já visitou o Chile, tem alguma coisa a acrescentar, deixe seu comentário, compartilhe!!

1 comentário

  • Mauro Moreira
    em 21/10/2014 Responder

    Muito legal o post!
    Deu para sentir a saudade de vocês em recordar momentos que, com certeza, foram muito especiais para o casal.

Adicionar comentário